Buscar

DORES E TENSÕES MUSCULARES

Atualizado: 14 de jan.

Somos expostos diariamente a diversas fontes de estresse físico e mental. Sabemos que dores e tensões musculares são muitas vezes causadas justamente por esse tipo de exposição.

Para conseguirmos relaxar e trazer harmonia para o corpo devemos nos atentar aos hábitos rotineiros. Ficar muito tempo diante da tela do celular, por exemplo, pode nos gerar tensão muscular por estresse mental e má postura, por ficar muito tempo com a cabeça inclinada para baixo. Dores no pescoço podem ou não estarem relacionadas a alguma condição subjacente como torcicolo, síndrome dolorosa miofascial, síndrome de tensão cervical ou até hérnia de disco. Entenda mais:

Torcicolo é o termo que se usa para quando os músculos do pescoço se contraem involuntariamente, fazendo com que a cabeça torça para um dos lados e ocasionando dores no pescoço, rigidez e limitação do movimento da cabeça, dores musculares, inchaço e dor de cabeça.


Já a síndrome dolorosa miofascial é uma condição de dor crônica, na qual pode-se apresentar dor muscular localizada ou difusa, inclusive no pescoço, e sensibilidade ao toque. A região pode ficar realmente muito sensível, como se houvesse uma queimadura na pele.


A síndrome de tensão cervical é caracterizada por dor maçante e pode afetar não só o pescoço como cabeça, ombros, braços e mãos. Além da dor, pode-se apresentar rigidez, nódulos de tensão, espasmos, dormência e formigamento.


Hérnia de disco é uma condição na qual um disco intervertebral é lesionado por degeneração ou trauma físico por exemplo, podendo causar pressão nas raízes nervosas, resultando em dores nas costas, nas pernas e reflexo dessas dores nos pés no caso de hérnia lombar. Pode haver também alterações na sensibilidade na região afetada como formigamento, entre outros sintomas.



Alguns óleos essenciais podem auxiliar em momentos de desconfortos corporais como essas dores e tensões musculoesqueléticas. Os óleos essenciais são ativos naturais extraídos de partes das plantas, como folhas, caules, flores, frutos, raízes ou cascas. São substâncias voláteis extremamente concentradas, sendo que 1 gota representa em média de 20 a 30 gramas de planta in natura. São estudados há anos pela farmacognosia e possuem centenas de aplicações farmacêuticas, fitoterápicas, terapêuticas e cosméticas com finalidades distintas.



Como são muito concentrados, óleos essenciais não devem ser aplicados puros na pele. Para utilizarmos com segurança, precisamos misturá-los com base carreadoras como óleos vegetais, cremes, manteigas ou géis neutros; diluindo-os na concentração correta. A proporção mais usada é de 2:1 (dois para um), ou seja, para o corpo inteiro utilizamos 5 gotas de óleo essencial diluídas em 10 ml de óleo vegetal ou em 2 colheres de sopa de creme neutro ou óleo de coco. Pode-se tanto utilizar um óleo essencial apenas na receita, quanto uma sinergia de dois ou mais óleos essenciais, sempre respeitando a quantidade total de gotas.



Para uma massagem relaxante com o alívio de dor muscular, podemos fazer uma sinergia com os óleos essenciais de Lavanda Francesa (Lavandula angustifolia) e Wintergreen (Gaultheria procumbens). Extraído da lavanda cultivada na França, é o óleo essencial mais consumido do mundo.


Com alto teor de substâncias ansiolíticas e anti-inflamatórias como o linalol e acetato de linalila respectivamente; é o principal óleo essencial para combater estresse, angústia e ansiedade; trazendo calma e relaxamento. No corpo promove regeneração celular dos tecidos e é um excelente relaxante muscular para o alívio das tensões e agitação do dia a dia. Trata com eficácia dores originadas por excesso de esforço físico ou por pancadas. Alivia torcicolos, dores e cólicas menstruais, espasmos musculares, tendinites, dores nas costas e nas pernas em geral. Já o óleo essencial de Wintergreen tem como componente majoritário o salicilato de metila, que é muito utilizado na indústria cosmética para produtos que amenizam as dores musculares, tensões e contusões. É um dos óleos preferidos dos esportistas, pois alivia dores do corpo em geral, promovendo maior disposição para o dia a dia. A associação desses dois óleos essenciais resulta em um potente produto para as dores e tensões em geral.



Outra sinergia interessante é a associação do óleo essencial de Lavanda com o óleo essencial de Menta Piperita (Mentha x piperita). As moléculas majoritárias da composição do óleo essencial de Menta Piperita são o mentol e a mentona; excelentes para edemas, auxiliando na redução de inchaços e para alívio de tensões musculares. É vasoconstritor, analgésico, anti-inflamatório e refrescante. Muito usado em casos de pancadas, torsões e inchaços. Essa sinergia é utilizada por esportistas pós-treino ou durante períodos de dores constantes e de repetição.

Saber que podemos contar com a ajuda dos óleos essenciais para a nossa saúde e bem-estar é, literalmente, um alívio para as tensões do dia a dia. A natureza é nossa aliada. Vamos usufruir do que ela tem de melhor para nos ajudar nessa caminhada da vida.



Pode perguntar: @cristiane_wnf ou e-mail cristiane.pagliuchi@wnf.com.br

Fonte: Cristiane Pagliuchi


#Aromaterapia #CristianePagliuchi #oleoessencial #oleosessenciais #wnf #aromastock #wnfoficial #aromastockoficial #Wintergreen #Oleodemassagem #Lavanda #Oleosprontoparapele #Tiadolores #ibd #iso9001


Por Cristiane Pagliuchi


Eng Cosmética, Aromaterapeuta, especializada em osmologia, psicoaromaterapia e linguagem do corpo.



72 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo