Buscar

Tendência: cosmética vegana e emocional

Saúde e bem-estar mais que nunca representam a verdadeira riqueza da humanidade. Os rituais de autocuidado mais desejados da atualidade incluem cosméticos que vão além das funções tradicionais e abraçam sensações até então pouco observadas pela maioria. Assim, a cosmética vegana e emocional tem conquistado seu espaço.


Enquanto os consumidores estão cada vez menos interessados ​​em reivindicações puramente estéticas, mas cada vez mais na demanda por bem-estar integral e soluções que não causem danos aos animais e ao meio ambiente, marcas de cosméticos veganos que atendem a reivindicações contemplando aspectos ligados ao humor e a felicidade estão se tornando tendência.


Cuidar de si mesmo e criar espaços na rotina para clarear a mente é um verdadeiro luxo e a demanda por autocuidado e aceitação está em um dos momentos mais favoráveis. Por um lado, a necessidade de se cuidar, por outro, a oferta crescente de produtos que atendam a essa demanda de modo autêntico.


Entre óleos essenciais e opções para cuidados com a pele e cabelos, a indústria cosmética está entrando em uma abordagem totalmente holística através do bem-estar, emoções e criando momentos especiais no banheiro, de modo a limpar a mente, se desconectar do mundo exaustivo ao redor e trazer serenidade e felicidade ao consumidor. A cosmética vegana e emocional é a tendência da vez.


Sensorialidade em alta

A sensorialidade dos produtos cosméticos e as emoções que eles trazem são parâmetros cruciais no processo de compra e os consumidores podem se apegar efetivamente a um produto por causa do efeito reconfortante, do toque e principalmente do cheiro. Hoje em dia, as marcas vão além dos benefícios clássicos, como hidratação e suavização, por exemplo. A intenção agora é oferecer soluções que aumentem o humor positivo e nesse contexto os aromas têm um papel fundamental. Conversa com a especialista

O Vegan Business conversou com Cristiane Pagliuchi, que é engenheira cosmética da WNF e Diretora Científica da Vegana, marca de cosméticos naturais e totalmente veganos, osmóloga (especialista em aromas) e especialista em óleos essenciais e aromaterapia. A cosmética vegana e emocional foi a pauta da conversa.


Como os produtos veganos e naturais atuam em prol do nosso emocional?

Segundo Cristiane, os produtos veganos e naturais são grandes aliados das terapias alternativas e de mudanças de hábitos. Normalmente as pessoas que decidem por uma vida mais natural, regrada e preocupadas com questões ligadas à saúde e beleza, iniciam as mudanças pelos hábitos alimentares e começam a avaliar os impactos de consumo em geral no planeta. A decisão de compra dos cosméticos vem logo na sequência e se torna um fator decisivo para completar esse novo estilo de vida.


No campo emocional, estes produtos são uma alternativa para doenças psicossomáticas.


A angústia, a ansiedade e o estresse em excesso são um grande inimigo da paz de espírito no mundo em que vivemos. Para prevenir ou tratar esses distúrbios podemos ingerir alguns chás, redefinir o tipo de alimentação antes de dormir e usar cosméticos funcionais. A higiene do sono, por exemplo, também é bastante importante para acalmar, tranquilizar e ajudar em uma noite revigorante. Momentos de paz e meditação, ligados a vivências pessoais e introspecção completam essa lista de atividades necessárias para desestressar o corpo e a mente.


Quais são as principais dicas de uso? Há algum ritual que pode ser feito para desestressar e trabalhar o sensorial?

O uso de cosméticos adequados junto com um ritual diário incluindo alimentação, exercícios físicos, meditação e uma noite de sono regeneradora são ideais para garantir algumas mudanças positivas para a nossa vida.


Uma dica é se alimentar de forma leve à noite, sempre 2 horas antes de dormir e incluir nesse ritual uma xícara de chá de erva doce, camomila, valeriana, passiflora ou melissa. Tomar um banho relaxante e aplicar na pele óleos vegetais associados aos óleos essenciais ou fazer um banho de imersão com óleos essenciais é sempre recomendado. Temos de nos atentar às técnicas de aplicação, funcionalidade e dosagens seguras dos óleos essenciais para conseguirmos usufruir do que existe de melhor na natureza.


O uso do óleo essencial direto na pele não é indicado, já que 1 gota de óleo essencial representa, em média, 30 gramas de planta, ou seja, esse ativo é muito forte e poderoso podendo causar alergias se usado em grandes quantidades de forma indevida. O ideal é usar sempre associado a uma base neutra que pode ser creme, loção, gel ou óleo vegetal natural.


Para o corpo: Use 10 ml de óleo vegetal ou 3 colheres de sopa de emulsões (creme, loção ou géis) para, no máximo, 5 gotas de óleo essencial de um mesmo tipo ou sinergia de óleos essenciais (dois ou mais tipos misturados) para atingir a funcionalidade desejada. Usar após o banho no corpo todo.


Para banhos de banheira: Misture os óleos essenciais em uma colher de sopa grande de leite de castanhas ou de aveia, aplique direto na água e fique imerso no banho por até 20 minutos na temperatura máxima de 39 graus. Se o banho for mais quente não esqueça de se hidratar durante esse período com uma bela xícara de chá, suco ou água.


Durante a pandemia o uso de cosméticos naturais e com óleos essenciais teve uma disparada no consumo. Como podemos encontrar esses produtos que têm plantas na composição? Quais são os mais conhecidos e para que servem?

Durante a pandemia o uso de cosméticos naturais, veganos e que tenham óleos essenciais na sua formulação aumentou muito por serem funcionais, compatíveis com a pele e em decorrência do despertar do olhar para cuidados pessoais e com o planeta.


Para saber se o produto tem mesmo os ativos naturais em sua composição, é preciso avaliar o rótulo, o contrarrótulo e a sua formulação.


Os produtos que contém óleos essenciais, assim como os óleos essenciais puros, devem apresentar em seus rótulos principais e nos contrarrótulos os tipos de plantas presentes em suas composições. A metodologia de cultivo, extração e envase são importantes (apesar de não fazerem parte das exigências da ANVISA), para isso pesquise por informações da empresa fabricante dos produtos e cosméticos para entender mais sobre o seu sistema de qualidade, rastreabilidade, cromatografia gasosa e perfil cromatográfico de cada óleo essencial. A legitimidade e tradição de mercado devem ser avaliadas em conjunto com todos esses pontos e no final o consumidor poderá escolher o produto de sua preferência.


No mercado encontramos uma infinidade de produtos cosméticos e a indústria cosmética vegana e emocional não para de crescer. Para acertarmos na compra desses produtos devemos focar nos benefícios que eles oferecem ao organismo. Cada planta tem uma função e é através de estudos fitoterápicos que temos a certeza da funcionalidade de cada óleo essencial. Existem óleos essenciais para acalmar, tranquilizar, desestressar, trazer paz, equilíbrio e ajudar no sono, como é o caso da lavanda francesa ou lavanda inglesa, espécie Lavandula officinalis ou Lavandula angustifolia.


Outros óleos são usados para auxiliar em momentos de depressão, tristeza, falta de alegria e vontade de executar as tarefas diárias, para esses sintomas podemos indicar os óleos essenciais cítricos como laranja doce, petitgrain, bergamota, limão siciliano e grapefuit.


Para acolher, trazer momentos de confiança e de amor, como um “colo de mãe”, os melhores são o gerânio, a palmarosa ou até o ylang- ylang.


Para limpeza, proteção e higienização de superfícies inertes e ambientes podemos indicar uma sinergia entre os óleos essenciais de melaleuca, laranja doce, lemongrass, alecrim e eucalipto.


Para melhorar a respiração os melhores óleos essenciais são eucalipto, melaleuca e menta peperita. Em momentos de home office onde estamos em casa, para atingirmos nosso máximo potencial e proporcionar energia extra, as melhores escolhas são o alecrim, lemongrass e a menta peperita. Para usar no ambiente prefira os difusores ultrassonicos, a vela ou a lâmpada. Nesse caso use com água e no máximo 15 gotas de óleos essenciais por até 3 horas no dia. Sugestões para aderir à cosmética vegana e emocional

Sérum Facial Pura Hidratação – Promove hidratação profunda e é perfeito para peles que descamam com facilidade e possuem tendência à irritação. Formulado com ingredientes funcionais e derivados vegetais, contém óleos essenciais de Palmarosa, Gerânio, Ylang-ylang, Lavanda, Petitgrain, Laranja Doce e óleos vegetais de Rosa Mosqueta e Jojoba para maior hidratação, estimulando sua recuperação e forma fisiológica, protegendo-a de agressões externas. Preço sugerido R$ 80, para 20 ml.



Spray Aura Noite – Uma fragrância que resgata as memórias mais acolhedoras e seguras, assim é o Spray Aura Noite da Vegana. Com óleos essenciais de lavanda, laranja doce e camomila, produzem um aroma agradável ao olfato e atuam na melhora da ansiedade e estresse, o produto proporciona equilíbrio, trazendo calma, relaxamento, tranquilidade e paz para um sono regenerador. Preço sugerido: R$70 para 30ml.

Hidratante Pernas & Pés – Desenvolvido com óleos essenciais de menta, alecrim, lavanda, extrato de arnica e vegetais de girassol, abacate, amêndoas doces e semente de uva, o hidratante Pernas & Pés alivia o cansaço e inchaço, promovendo relaxamento, recuperação da pele, vitalidade e elasticidade. Preço sugerido R$ 52 para 200 ml.

Óleo de Massagem Relaxante Arnica e Lavanda – Desenvolvido com Arnica, Calêndula e Óleo Essencial de Lavanda Francesa para hidratação e relaxamento. O produto beneficia a musculatura, a circulação e equilibra o sono e pode ser usado nas pernas e no corpo todo. Preço sugerido: R$60 para 120ml; R$34,88 para o frasco em roll-on de 10ml.

Imuno Sabonete Liquído – Desenvolvido para higiene, proteção e purificação das pessoas através de matérias-primas provenientes da natureza. Foi criado com uma sinergia dos melhores óleos essenciais para proteção e limpeza. É um produto 100% natural e vegano. O preço sugerido é de R$ 32 para 250ml. Há certificações e selos que devemos exigir e nos atentar na hora de comprar um produto vegano e feito com óleos essenciais?

Existem certificações de produtos naturais, orgânicos e selos veganos que fazem parte do universo da cosmética vegana e natural. Há uma grande confusão entre os termos: veganos, naturais e orgânicos. Principalmente quando vamos classificar alimentos e cosméticos.


O veganismo expande a nossa visão ao tratar animais e vegetais como indivíduos simbióticos e tem como filosofia restabelecer a ligação direta conosco. Ser vegano não é somente não comer carne e nem lacticínios, é não proporcionar nenhum tipo de crueldade com os animais e não usar nenhuma matéria-prima oriunda de animais para vestuário ou higiene pessoal. É um estilo de vida consciente, que influencia diretamente no seu viver. Quem vive no estilo vegano, não come nenhum tipo de carne animal, não come derivados de leite, não usa cinto e nem sapato de couro, não come ovos e nem mel. Sim o mel. O motivo? Para extrairmos o mel, as abelhas sofrem e na maioria morrem antes do período natural de vida. É uma exploração onde o único que ganha é o ser humano.


Em busca de alternativas pela via do consumo consciente e sustentável, os veganos além de terem esse olhar para a alimentação e vestuários, ampliam também para o consumo de cosméticos e de saneantes. Existe uma crescente na industrialização de produtos cosméticos e saneantes, sem matérias primas de origem animal, mas, atenção, nem sempre esses produtos são naturais ou orgânicos, mesmo sendo veganos. Às vezes escolhemos produtos com selos de veganos, são legítimos veganos, mas se for avaliar as fórmulas descobrimos conservantes sintéticos ou matérias primas que agridem o ambiente, mas mesmo assim são classificadas veganas.


Por isso, atenção na escolha dos produtos de higiene pessoal e de limpeza da sua casa. Ler os rótulos e composições de cada produto é a saída para o consumidor não ser enganado. As matérias primas principais, mesmo sendo veganas, que não devemos consumir são: Parabenos (conservantes), silicones, propilenoglicol (umectante), Lauril éter sulfato (tensoativo usado para espumação), óleo mineral, vaselina (derivados de petróleo).


Para escolher os óleos essenciais puros, verifique se no contrarrótulo está evidenciado na composição o nome da planta botânica, ou INCI name e somente esse nome, sem nenhum outro produto adicional Saiba quem é a empresa que está por trás da rastreabilidade e cultivo das plantas. Qual a tradição dessa empresa e confiabilidade da mesma. Pesquisar antes de comprar é sempre a melhor dica.


Cosmética vegana, emocional e com causa

De fato, mesmo que a situação real não pareça brilhante, há uma emoção humana muito presente: o otimismo.


O aumento da conscientização sobre os impactos do uso de cosméticos cheios de ativos químicos com nomes esquisitos tem feito muitas pessoas buscarem por opções mais naturais. Mas não é só isso, o uso de ingredientes de origem animal e a crueldade dos testes em animais também emergiu nessa pauta, fazendo com que a escolha por cosméticos veganos seja a mais sensata.


Ainda, com a popularização do trabalho remoto, o home office inaugurou uma era de novas possibilidades. Por meio de campanhas de autoaceitação e autocuidado, as marcas estão lançando produtos para criar uma rotina real para um tempo de lazer com o propósito de desconectar e fazer da felicidade um verdadeiro estilo de vida!


Gostou de saber mais sobre a tendência em cosmética vegana e emocional? Leia também: 9 razões para usar cosméticos veganos e Cresce a busca por cosméticos veganos no Brasil




por Nadia Ferreira Gonçalves em 3 de junho Fonte: Vegan Business | https://veganbusiness.com.br/tendencia-cosmetica-vegana-e-emocional/

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo